segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Estrutura capilar (parte 1)




Olá pessoas!
Hoje é a primeira parte da série sobre estrutura capilar, estou muito feliz por ter dedicado meu tempo sobre esse assunto, pois na minha caixola havia muitas dúvidas. Tais que vou tentar sanar juntos com vocês através destes posts.
Caso queiram saber sobre a intenção desta série clique aqui.





Há em média 3 milhões e meio de fios capilares em uma pessoa adulta e crescem em média 1 cm por mês. Os cabelos não servem só como um aliado estético (dando forma e valorizando o rosto) mas também funcionam como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solares e da abrasão mecânica. - Será por isso que existe o cabelo crespo? Ora nas regiões Africanas são muito ensolaradas! Vou pesquisar.
O cabelo é um pelo, possui a mesma estrutura de todos os pelos do corpo humano, porém tem suas particularidades.
É no interior da pele que acontece a formação dos fios de cabelo. Ela é dividida em três camadas distintas:

Epiderme: é a camada superficial
Derme: é a camada intermediária
Hipoderme: é a camada profunda

A pele abriga todos os fios de cabelo, neste caso o couro cabeludo. O fio de cabelo origina-se dentro do folículo piloso, onde se encontra o bulbo ou raíz. A alimentação dos fios acontece na papila, através da circulação sanguínea, que nutrem as células germinativas e assim estas células se reproduzem continuadamente e originam o fio de cabelo.
Durante seu crescimento ele é envolto pela secreção das glândulas sebáceas. Estas são as responsáveis pela lubrificação dos fios, funcionam como uma capa protetora, além de permitir brilho e suavidade ao fio. Cada fio possui raiz e haste. A haste é a parte visível, que aumentado, milhares de vezes, cada fio possui três estruturas principais:

Cutícula: camada externa
Córtex: camada intermediária
Medula:  camada central

CUTÍCULA
É a camada externa do fio. Suas propriedades estruturais servem de proteção contra influências externas. Ela é formada por células achatadas que formam uma cobertura de escamas de queratina que se sobrepõem umas as outras, lembram escamas de peixe. A cutícula quando agredida ocasiona alterações na saúde do fio, como pontas secas e duplas, cabelo seco e quebradiço, alteração na cor, queda, etc. Isto ocorre principalmente por Ações Mecânicas como ato de escovar, pentear, secar e por Ações Químicas como descoloração, tintura, permanente, alisamentos, etc e por Ações de agentes externos como sol, poluíção, vento, poeira, água com cloro, ar condicionado e etc.

CÓRTEX
É constituido de celulas delgadas que possuem em seu interior o pigmento denominado melanina, que confere a cor dos cabelos, podendo estar presente sob forma de grânulos esparsos, grumos ou fluído.
A cor do cabelo é determinada genéticamente. De acordo com a natureza da melanina, a quantidade e a sua distribuição no cabelo, pode obter várias cores. Os tipos principais de melanina são três:

Eumelanina: Azul
Feomelanina: Amarelo
Tricosiderina: Vermelho

As cores naturais dos cabelos dependem das diferentes proporções destas melaninas e são indicadas na escala de 1 a 10, da cor mais escura a mais clara, em progressão descendente, para o desenvolvimento de tinturas.

MEDULA
Consiste de um eixo central de células.


O pH DO CABELO
O termo pH é usado para determinar a acidez ou alcalinidade de uma substância líquida. A camada hidrolipídica que protege o cabelo, a pele e a unha tem pH ácido, um valor compreendido entre 4,2 e 5,8 na escala de pH que varia de 1 a 14 e a escala 7 é neutro.
Dessa forma, todos os produtos que entram em contato com o corpo humano devem ser neutros (pH igual ao do cabelo, pele e unha) ou levemente ácidos. Se lavarmos o cabelo com shampoo alcalino, por exemplo, suas cutículas abrem, ele fica sem brilho, difícil de pentear e embaraçado.

ESTRUTURA QUÍMICA DO FIO
O fio de cabelo é constituído principalmente de queratina, uma proteína fibrosa, derivada das células ectodérmicas (pele). O cabelo contém de 65% a 95% de proteína(queratina) e os demais componentes são:

Água: Esta é fundamental e a sua concentração aumenta de acordo com a umidade do ar.
Lipídeos: Os internos que fazem parte da estrutura do fio e os externos formados pelo sebo.
Elementos químicos: Vitaminas e minerais, sua presença capilar é muito baixa.

A queratina dos cabelos contém cerca de 10 a 14% de cistina (aminoácido) que contém as pontes de dissulfeto, que são as responsáveis pela capacidade da queratina dos cabelos, distender-se a quase o dobro do seu comprimento quando exposto ao calor úmido, mas se contrai ao comprimento normal pelo resfriamento.


***


É isso pessoal, espero que tenham gostado!
Comentem, pois seus comentários serão o termômetro destas postagens.
Não perca o próximo post! A parte 2 falará sobre Aminoácidos, tá demais!
Beijos

Fonte 1 (aqui)
Fonte 2 (aqui)
Fonte 3 (aqui)