quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Turbantes! Dignos de uma rainha.


Olá pretas! como estão?
Hoje venho falar dos lindos turbantes e suas multifuncionalidade na nossa cabeleira crespa!
Além de dar personalidade e charme ao look, ele também serve para esconder o "Bad Day After" que de vez em quando nenhuma de nós escapamos. Eu os adooooooro!
Esse aí abaixo eu fiz com um cachecol, como aqui no RJ podemos contar nos dedos os dias em que podemos por um cachecol no pescoço, achei uma outra opção de uso ao longo do ano.
O modelo escolhido combinou demais com a minha nova tatoo "Black Queen - Rainha negra" hehehe

































HISTÓRIA:
O turbante (do persa دلبنت dulband, em turco tülbent) consiste em uma grande tira de pano de até 45 metros de comprimento enrolada sobre a cabeça, e de uso muito comum na Índia, no Bangladesh, no Paquistão, no Afeganistão, no Oriente Médio, no Norte da África, no Leste da África (principalmente no Quênia), no Sul da Ásia e em algumas regiões da Jamaica.
A origem do turbante é desconhecida, mas sabe-se que já era usado no Oriente muito antes do surgimento do islamismo.
As inúmeras formas de amarrar o turbante representam uma espécie de linguagem popular, podendo indicar a posição social, a tribo a que a pessoa pertence e até mesmo o seu humor naquele momento.1 O uso mais intensivo do turbante se estende por toda a Ásia e pela África.
Os sikhs, que não são nem muçulmanos e nem árabes, constituem a maioria das pessoas que usam turbantes no mundo ocidental.

Existe uma infinidade de modo de usar, modelos, estampas, tipos de tecidos e tamanho, você não precisa ter 45 metros de tecido não pessoal. E baseado na Boutique de Krioula que é badaladéeeerrima no quesito turbantes vamos aos tutoriais bem legais que separei para vocês.








Espero que tenham gostado. Se joguem nos turbantes porque é digno de qualquer rainha negra!
Fiquem na paz!
Bjs